Revista médica britânica desmente Trump nas críticas “factualmente incorretas” à OMS

Nas acusações feitas na segunda-feira à OMS, Donald Trump disse que a OMS "ignorou consistentemente relatórios credíveis sobre a propagação do vírus em Wuhan [na China] no início de dezembro, ou até antes, incluindo relatórios da [The] Lancet", o que a revista desmente.

A revista científica britânica The Lancet, uma das mais prestigiadas publicações médicas do mundo, realçou esta terça-feira que parte da informação usada pelo Presidente norte-americano para criticar a Organização Mundial de Saúde (OMS), devido à pandemia de Covid-19, está incorreta.

Nas acusações feitas na segunda-feira à OMS, Donald Trump disse que a OMS “ignorou consistentemente relatórios credíveis sobre a propagação do vírus em Wuhan [na China] no início de dezembro, ou até antes, incluindo relatórios da [The] Lancet”.

Leia mais em TSF.pt