Mas afinal, osteoporose e exercício físico são compatíveis?

exercício físico

osteoporose e exercício físico são compatíveis?

Conhecida como “a doença silenciosa”, a osteoporose afeta o nosso sistema esquelético e diminui a densidade dos nossos ossos, tornando-os mais frágeis. Assim, a questão que se coloca é: existe forma de a prevenir ou travar?

É inevitável. Com o passar dos anos, os ossos tornam-se mais frágeis e existe uma perda de massa óssea que aumenta o risco de fraturas. Mas existe um aliado na prevenção da doença, é verdade. Uma vida ativa e a prática regular de exercício físico são um fator fundamental para a saúde dos ossos. Porém, engane-se quem pensar que o exercício só é importante na faixa etária mais afetada. É essencial em toda a nossa vida.

É certo que manter uma prática de exercício regular é tarefa difícil. No entanto, segundo a Direção-Geral de Saúde, a atividade física vai ajudar a reduzir várias doenças para além da osteoporose – como AVC, hipertensão arterial, diabetes tipo 2, obesidade, fraturas dos ossos e cancros do cólon e da mama.

Para além disso, é importante que saiba que a prática de exercício físico vai melhorar a sua saúde de várias maneiras, tais como: menos fadiga, os seus ossos vão fortalecer e as suas articulações vão estabilizar, as dores de costas e cabeça vão ser cada vez menos e vai ficar menos vezes doente.

Mas não se esqueça: o exercício físico é apenas o primeiro passo para se prevenir ou tratar da osteoporose, não sendo o suficiente. É vital falar com um médico sobre a sua saúde óssea para perceber quais são os medicamentos que o podem ajudar a manter os ossos mais fortes.

Mas vamos lá ao que interessa, afinal quais são os melhores exercícios para os seus ossos? A resposta são exercícios de sustentação de peso que o obrigam a trabalhar contra a gravidade. Um bocado confuso? Vamos simplificar. Caminhadas, corrida, subir escadas, jogar ténis e dançar são alguns dos exercícios indicados, mas não fica por aí. Exercícios de resistência, como levantar pesos, também ajudam a fortalecer os seus ossos.

Depois desta dose de exercício, é importante relembrar que, em qualquer estilo de vida saudável, é importante aliar o desporto à alimentação. E o mesmo acontece com a osteoporose. Não só é importante exercitar o seu corpo como, também, nutri-lo com alimentos ricos em cálcio e vitamina D. Afinal de contas, mente sã e corpo são é tudo aquilo de que precisamos para sermos mais felizes e, neste caso, termos as energias recarregadas para combater esta doença silenciosa!