Aprender a brincar também é possível – e necessário.

aprender a brincar

Sugestões de brincadeiras para os mais pequenos

Com a criançada em casa de segunda a segunda, fica difícil pensar em maneiras infinitas de ocupar o tempo, certo? Não se preocupe, tudo aquilo de que precisa é de imaginação e claro, muita brincadeira.

Há várias formas de ocupar as horas de um dia sem que seja preciso recorrer constantemente à televisão ou ao computador. Mesmo com crianças mais pequenas, é possível dinamizar e manter este tempo que temos passado em casa mais divertido e preenchido. Não acredita?

Bonecos e colheres.
Passar mais tempo em casa pode ser uma boa oportunidade para trazer de volta alguns costumes de antigamente. Como, por exemplo, os brinquedos feitos em casa. Neste caso, tudo aquilo de que vai precisar é de colheres descartáveis – que tanto podem ser de plástico como de madeira – e de tinta. Se não tem este tipo de colher em casa, pode sempre reutilizar os paus do gelado ou recortar um pedaço de papel. Depois, tudo aquilo que é preciso fazer é mesmo decorar o utensílio e dar-lhe a forma dos brinquedos favoritos dos mais novos. O bom deste tipo de atividades é que podem ser feitas em família e são uma bela forma de manter toda a gente com as mãos na massa… ou melhor, na colher.

Brincar ao teatro.
Para esta brincadeira os materiais necessários são uma caixa de cartão, papel vegetal, palitos e cartolina preta. O primeiro passo é recortar o fundo da caixa. Depois, basta forrá-lo com uma folha de papel vegetal. Quanto à cartolina, basta dar-lhe algumas formas de animais – ou outro tipo de criaturas – e, depois, colá-las aos palitos. Et voilá! Num abrir e fechar de olhos tem um teatro de sombras à disposição da imaginação dos mais pequenos!

As letras e os números.
Estar em casa não significa deixar de aprender, muito pelo contrário. É importante equilibrar as brincadeiras com exercício educativos, mas isto não significa que deixe de ser possível aprender de uma forma divertida. Uma boa opção é, por exemplo, recortar letras e números em pedaços de cartolina ou papel. Assim, os mais novos não só conseguem praticar a escrita como, também, memorizá-los.

As tarefas de casa.
Mais do que brincar e aprender, é importante aproveitar este tempo em casa para incluir as crianças nas lides domésticas. Seja ao ajudar a cozinhar – sempre com as devidas precauções – ou ao colocar a mesa, por exemplo, várias são as formas de fazer com que os mais pequenos comecem a interiorizar este tipo de responsabilidades. Afinal de contas, já todos ouvimos dizer que é de pequenino que se torce o pepino!